Shopping não poderá cobrar aluguel mínimo e fundo de promoção de loja durante pandemia

Loja de shopping que está impossibilitada de exercer atividades poderá se isentar de aluguel mínimo e fundo de promoção a durante pandemia do coronavírus. Decisão é do juiz de Direito Pedro Camara Raposo Lopes, da 33ª vara Cível de Belo Horizonte/MG: “fatores absolutamente imprevisíveis e de consequências imensuráveis”.

A autora aduziu ser empresária individual e que, desde julho de 2013, mantém loja de artigos de vestuário no shopping, se mantendo pontual com as suas obrigações contratuais. Informou que desde março encontra-se impossibilitada de exercer suas atividades devido a pandemia do coronavírus.

 

Para o juiz, as medidas estatais, a fim de conjurar o risco de que a pandemia possa conduzir ao colapso do sistema de saúde, afetarão as atividades empresariais de maneira lancinante, por fatores absolutamente imprevisíveis e de consequências imensuráveis.

“No caso concreto, do boleto de cobrança referente aos encargos vencidos, verifico que as partes acordaram com a redução em 20% dos “encargos comuns” e com a suspensão provisória das cobranças do aluguel mínimo mensal e do fundo de promoção e propaganda.

 

Tais medidas podem trazer algum lenitivo aos agravos que vem experimentando a demandante, salvaguardando, a outro tanto, e tanto quanto possível, os interesses do réu, na medida em que preserva a parcial arrecadação dos encargos comuns, dos valores para fazer face às despesas de ar-condicionado, energia elétrica e seguro, despesas essas que são necessárias à manutenção de seu funcionamento mínimo, enquanto espera o restabelecimento pleno de suas atividades.”

 

Sendo assim, deferiu a tutela de urgência para suspender a exigibilidade do aluguel mínimo mensal, bem como do fundo de promoção e propaganda, e de 20% dos encargos a que se refere o contrato de locação.

 

 

Confira a decisão. abaixo:

[embeddoc url=”https://asbraf.com/wp-content/uploads/2020/05/EBC6A1C95A272D_lojashoppingaluguel.pdf” download=”all” viewer=”google” text=”Baixar “]

 

 

 

Fonte:Portal Migalhas

Compartilhe este artigo nas redes sociais

WhatsApp
Facebook
Telegram
Twitter

Últimos posts:

10 horas ago

A Bloomin’ Brands, controladora do renomado restaurante Outback Steakhouse, está considerando uma mudança significativa em suas operações no Brasil. A empresa está…

1 dia ago

Balanço foi impactado por Avon Internacional e tendências da Onda 2 da companhia A Natura&Co (NTCO3) apresentou números mistos em seu balanço divulgado…

2 dias ago

CEO da SouthRock, dona da rede de cafeterias, recebia pró-labore mesmo diante do regime de recuperação judicial da empresa O TJ-SP (Tribunal…

Posts relacionados:

10 horas ago

A Bloomin’ Brands, controladora do renomado restaurante Outback Steakhouse, está considerando uma mudança significativa em suas operações no Brasil. A empresa está…

3 dias ago

Microempreendedores Individuais (MEIs) e micro e pequenas empresas que faturem até R$ 4,8 milhões anuais podem renegociar dívidas bancárias com os bancos…

1 semana ago

De acordo com o Caged, mês foi considerado o melhor desde 2020. Dos 244,3 mil empregos gerados, 146,4 foram por micro e…