fbpx

Dados divulgados hoje, 30 de maio, pelo IBGE das Contas Nacionais mostram que a economia brasileira cresceu pelo quinto trimestre consecutivo, avançando 0,4% na comparação com os três últimos meses de 2017, já descontados os efeitos sazonais. O nível de produção da economia brasileira ainda se encontra 5,8% abaixo do anterior à crise econômica. O PIB acumulado nos últimos 12 meses (R$6,6 bilhões) contabiliza avanço real de 1,3%.

Para a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), além da incerteza decorrente do cenário eleitoral, a crise de desabastecimento certamente prejudicou a já frágil recuperação da economia brasileira no segundo trimestre deste ano. Nesse sentido, apesar dos juros básicos no piso histórico e das expectativas de inflação ancoradas abaixo do centro da meta, a CNC revisou de +2,4% para +2,1% sua expectativa para o desempenho da economia em 2018. Os setores do comércio (+3,0%) e de serviços (+1,4%), bem como o consumo das famílias (+1,2%), deverão crescer mais do que em 2017.

Acesse a análise completa do PIB brasileiro em:

http://cnc.org.br/sites/default/files/arquivos/analise_pib_cnc_1o_tri.pdf

Fonte: http://cnc.org.br/noticias/economia/cnc-revisa-de-24-para-21-expectativa-para-o-desempenho-da-economia-este-ano