Governo cria política nacional e fórum permanente para ajudar micro e pequenas empresas

Política Nacional

BRASÍLIA| Rafaela Soares, do R7, em Brasília
11/04/2024 – 07H56 (ATUALIZADO EM 11/04/2024 – 07H56)

Decreto foi publicado nesta quinta-feira(FERNANDO FRAZÃO/AGÊNCIA BRASIL)

presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sancionou nesta quinta-feira (11) um decreto que cria a política nacional de desenvolvimento das MPEs (Microempresas e Empresas de Pequeno Porte). Entre os objetivos, estão a promoção da liberdade de empreender, aumentar a produtividade das iniciativas e promover a expansão dos mercados internos e externos. Além disso, o governo federal também alterou a organização o fórum permanente que discute ações para o setor, que passa a ser presidido pelo ministro do Empreendedorismo, da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte.

Um dos principais objetivos da nova política é a estruturação de eixos estratégicos com órgãos governamentais e entidades privadas que representam o setor. Além disso, cabe ao novo grupo traçar ações que aumentem a competitividade dos pequenos empresários, promovam a expansão do mercado e inovação dos processos.

Principais eixos

Em seu artigo 7°, o decreto lista os setores que o grupo deve monitorar, avaliar, e até mesmo implementar, caso seja necessário. São eles:

· Desburocratização, simplificação, desoneração, padronização e tratamento diferenciado;

· Mercados local, regional, nacional e internacional e compras públicas;

· Tecnologia, digitalização e inovação;

· Investimento, financiamento e crédito;

· Formação em empreendedorismo e capacitação empresarial;

· Empreendedorismo individual;

· Competitividade e produtividade; e

· Governança ambiental, social e corporativa.

Fórum Permanente

O Fórum já existe desde novembro de 2014, mas o novo decreto faz algumas mudanças na composição do grupo, já que a presidência passa a ser ocupada pelo ministro. Além disso, estabelece os principais eixos de ação do fórum. Entre eles estão:

· Oferecer subsídios, sempre que solicitado, aos órgãos e às entidades que integram o Fórum Permanente das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte;

· Propor a atualização e a revisão periódica da Política Nacional das MPEs;

· formular indicadores e estabelecer metas da Política Nacional das MPEs e divulgá-los; e

· apoiar a formulação, a implementação, o monitoramento e a avaliação das políticas públicas relacionadas com os microempreendedores individuais, as microempresas e as empresas de pequeno porte;

Fonte: R7 Brasília

Conheça o Decreto No. 11993 de 10/04/2024 acessando a matéria abaixo.

Desenvolvido por EmbedPress

Compartilhe este artigo nas redes sociais

WhatsApp
Facebook
Telegram
Twitter

Últimos posts:

5 horas ago

A Bloomin’ Brands, controladora do renomado restaurante Outback Steakhouse, está considerando uma mudança significativa em suas operações no Brasil. A empresa está…

1 dia ago

Balanço foi impactado por Avon Internacional e tendências da Onda 2 da companhia A Natura&Co (NTCO3) apresentou números mistos em seu balanço divulgado…

2 dias ago

CEO da SouthRock, dona da rede de cafeterias, recebia pró-labore mesmo diante do regime de recuperação judicial da empresa O TJ-SP (Tribunal…

Posts relacionados:

5 horas ago

A Bloomin’ Brands, controladora do renomado restaurante Outback Steakhouse, está considerando uma mudança significativa em suas operações no Brasil. A empresa está…

2 dias ago

CEO da SouthRock, dona da rede de cafeterias, recebia pró-labore mesmo diante do regime de recuperação judicial da empresa O TJ-SP (Tribunal…

3 dias ago

Microempreendedores Individuais (MEIs) e micro e pequenas empresas que faturem até R$ 4,8 milhões anuais podem renegociar dívidas bancárias com os bancos…