CNC prevê alta de 2,3% para o PIB em 2019

CNC prevê alta de 2,3% para o PIB em 2019

Condições para o crescimento econômico estão mantidas para este ano, avalia a Confederação.

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) estima que, em 2019, o Produto Interno Bruto (PIB) deve apresentar um crescimento de 2,3% em relação ao ano passado. A estimativa foi atualizada após o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgar os resultados das Contas Nacionais, apontando crescimento de 1,1% do PIB brasileiro em 2018.

Para a CNC, a percepção é que as condições favoráveis à retomada do crescimento estão preservadas, mas ainda há espaço para a queda das taxas de juros, dado o patamar atual confortavelmente baixo da meta de inflação. A previsão da entidade leva em consideração um cenário no qual, ao fim de 2019, a inflação esteja próxima a 3,85%.

Para o chefe da Divisão Econômica da CNC, Fabio Bentes, reativar o mercado de trabalho será uma das questões essenciais para o desempenho positivo no ano corrente. “A despeito do recuo da taxa de desemprego, o mercado tem apresentado níveis recorde de subutilização da força de trabalho e informalidade elevada. A trajetória de recuperação que o País tem pela frente, após a pior recessão da sua história, será, portanto, longa”, afirmou Bentes.

Resultados de 2018 em níveis pré-crise

Apesar de consolidar a tendência de recuperação da economia, as marcas deixadas pela última recessão custarão a ser apagadas. Nos anos de 2015 e 2016, o PIB acumulou perdas de 7,0%, encontrando-se, ao final do último trimestre de 2018, 4,4% abaixo do nível verificado antes da crise.

Do ponto de vista da produção, o maior responsável pelo avanço da economia brasileira foi o setor de serviços (+1,3%) – o que não acontecia desde 2012. As atividades imobiliárias (+3,1%) e o comércio (+2,3%), entretanto, foram os maiores destaques da geração de riqueza no ano passado.

Já o setor agropecuário, que em quatro dos cinco anos anteriores havia se destacado positivamente, experimentou um crescimento menor em 2018 (+0,1%), superado, inclusive, pelo avanço do PIB da indústria (+0,6%).

 

Acesse a Análise CNC PIB 2018 no link:

[embeddoc url=”https://asbraf.com/wp-content/uploads/2019/03/analise_pib_2018.pdf” download=”all” viewer=”google”]

Fonte: http://cnc.org.br/noticias/economia/cnc-preve-alta-de-23-para-o-pib-em-2019

 

Compartilhe este artigo nas redes sociais

WhatsApp
Facebook
Telegram
Twitter

Últimos posts:

21 horas ago

Planejamento para os próximos 4 anos tem o objetivo de tornar o ambiente de negócios mais competitivo O Ministério do Empreendedorismo aprovou…

22 horas ago

Empresas têm recebido orientações dos Agentes Locais de Inovação (ALI) voltadas para a melhoria da produtividade e transformação digital Durante a jornada…

2 dias ago

Especialistas ressaltam que a decisão confirma a validade do contrato de franquia e reforça jurisprudência sobre inexistência de vínculo de emprego na…

Posts relacionados:

3 meses ago

BRASÍLIA| Rafaela Soares, do R7, em Brasília11/04/2024 – 07H56 (ATUALIZADO EM 11/04/2024 – 07H56) Decreto foi publicado nesta quinta-feira(FERNANDO FRAZÃO/AGÊNCIA BRASIL) O presidente Luiz Inácio…

3 meses ago

Pesquisa realizada pela Diretoria de Estudos e Pesquisas da Asbraf revela números, indicadores e tendências das 50 primeiras categorias profissionais enquadradas na…

7 meses ago

  No cenário dinâmico dos negócios, compreender as tendências de mercado que influenciam o comportamento do consumidor em 2024 é mais do…