Sebrae e Ministério das Mulheres firmam parceria para ampliar empreendedorismo feminino

Programas Cidade Empreendedora e Plural deverão ancorar ações pela igualdade e pelo enfrentamento da misoginia

Por: Redação

Em reunião nesta terça (20), a Ministra das Mulheres, Cida Gonçalves, e o presidente do Sebrae, Décio Lima, definiram que as políticas públicas pela igualdade e pelo enfrentamento da misoginia terão como aliados os programas Cidade Empreendedora e o Plural, nova iniciativa do Sebrae que tem como objetivo transformar o empreendedorismo em um mecanismo de transformação social e ampliar os negócios liderados por pessoas consideradas minorias na sociedade.

Segundo a ministra, o maior desafio hoje para executar as ações de políticas públicas para as mulheres está no alcance do público-alvo, “hoje temos menos de 300 instituições destinadas a efetivar as medidas do governo federal direcionadas a este público. Precisamos do apoio do Sebrae no processo de disseminação das ações do Ministério para que tenhamos a participação dos municípios brasileiros”, afirmou Cida Gonçalves.

O Programa Cidade Empreendedora chega hoje a 3 mil municípios. Para o presidente Décio Lima, o Sebrae será estratégico para disseminar os projetos e ações do Ministério. “Estamos falando em igualdades de oportunidades, diversidade e inclusão. O Sebrae, como sexta marca mais forte do país, precisa atuar junto aos grandes desafios que o Brasil enfrenta. Avançar no enfrentamento da misoginia é um tema que necessita do compromisso da nossa instituição”, afirmou.

A ministra Cida Gonçalves lembrou ainda que no âmbito das políticas públicas, pelo menos dois eixos precisam ser atacados. O primeiro deles diz respeito à efetivação de medidas que permitam a inclusão das mulheres, que hoje se encontram na vulnerabilidade e o segundo está associado à igualdade salarial. “O empreendedorismo já vem sendo um forte aliado para muitas mulheres que recebem o bolsa família e que trabalham vendendo bolos ou marmitas para ampliar a renda”, lembrou.

A coordenadora do Sebrae Delas, Renata Malheiros, presente à reunião explicou que o programa do Sebrae chega a atender 100 mil mulheres por ano e que as ações vão além das capacitações, pois levam autoconfiança e orientações de como lidar com preconceitos. “O Sebrae Delas entende que a liberdade feminina pode ser alcançada por meio da autonomia financeira”, afirmou Malheiros.

O presidente Décio Lima destacou que o Sebrae terá o mês de março dedicado ao empreendedorismo feminino com um calendário repleto de atividades. Entre as atividades previstas estão uma campanha publicitária na temática do empreendedorismo feminino; o lançamento do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios, que ano passado contou com 4 mil inscrições; uma cartilha sobre violência contra a mulher e o lançamento do Mulheres em Foco, curso desenvolvido pelo Sebrae, direcionado às mulheres que empreendem ou planejam empreender.

Por: agenciasebrae.com.br

Compartilhe este artigo nas redes sociais

WhatsApp
Facebook
Telegram
Twitter

Últimos posts:

45 minutos ago

O pacote de crédito para pequenos negócios anunciado pelo governo nesta 2ª feira (22.abr.2024) terá apoio do Sebrae, que atuará como avalista…

6 dias ago

Medida pode alavancar mais de R$ 35 bilhões em crédito para que os devedores possam refinanciar suas dívidas, segundo o ministro O…

1 semana ago

Estratégia Elas Empreendem pretende incentivar a inclusão social e fortalecer o papel das mulheres no desenvolvimento econômico Agência Gov | Via Planalto…

Posts relacionados:

45 minutos ago

O pacote de crédito para pequenos negócios anunciado pelo governo nesta 2ª feira (22.abr.2024) terá apoio do Sebrae, que atuará como avalista…

1 semana ago

Estratégia Elas Empreendem pretende incentivar a inclusão social e fortalecer o papel das mulheres no desenvolvimento econômico Agência Gov | Via Planalto…

2 semanas ago

No ano passado, o Brasil registrou 48.700 novas pequenas empresas com atividades desempenhadas por médicos e odontólogos O número de pequenos negócios…