Sebrae defende “rampa de transição” para o microempreendedor individual

Medida está entre o conjunto de propostas enviadas pelo governo na mensagem ao Congresso Nacional

Por Redação

O governo federal elegeu, como um dos temas prioritários na agenda do Congresso Nacional este ano, a adoção de medidas para incrementar as políticas públicas e estratégias voltadas aos empreendedores brasileiros. Entre elas, um dos principais destaques é a criação da chamada “rampa de transição” para facilitar e estimular o processo de transformação de Microempreendedores Individuais (MEI) em Microempresas (ME). A informação está na mensagem enviada, nesta segunda-feira (5), ao Parlamento. O presidente do Sebrae, Décio Lima, antecipou que a instituição vai trabalhar em parceria com o Ministério do Empreendedorismo, da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte em favor da implementação dessa política.

Para Décio Lima, a mensagem do presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Congresso promete trazer respostas à altura dos desafios enfrentados pelos pequenos negócios brasileiros. “A transição do microempreendedor individual para o Simples Nacional é um processo há muito esperado. É fundamental cuidar e apoiar os MEI com uma transição gradual, de modo que eles possam crescer e se desenvolver sem medo. Essa rampa de transição vai permitir as condições necessárias para que eles expandam os seus negócios, gerando mais renda e empregos, fortalecendo a nossa economia”, comenta.

Além de cuidar da transição de MEI para microempresa, o presidente do Sebrae antecipa que a instituição, em parceria com o governo federal, está preparando um conjunto de novas medidas para 2024.

“Entre as ações que vamos desenvolver este ano está a criação de uma política de governo para levar aos donos de pequenos negócios as mesmas condições que foram um sucesso com o Programa Desenrola voltado aos brasileiros endividados. Vamos levar o Desenrola para aqueles que têm CNPJ e que se encontram em condições de não poderem ter crédito no mercado.”
Décio Lima, presidente do Sebrae Nacional.

“Somado a isso, estamos preparando também a maior carteira de crédito já movida. O Sebrae vai promover as condições de garantia para alavancar R$ 30 bilhões em crédito para os pequenos negócios do país. Portanto, o início da pauta do Congresso Nacional, da Câmara e do Senado é, com certeza, uma porta de esperanças para que nós possamos produzir as conquistas fundamentais para o setor da micro e da pequena empresa”, conclui.

Compartilhe este artigo nas redes sociais

WhatsApp
Facebook
Telegram
Twitter

Últimos posts:

3 dias ago

Medida pode alavancar mais de R$ 35 bilhões em crédito para que os devedores possam refinanciar suas dívidas, segundo o ministro O…

7 dias ago

Estratégia Elas Empreendem pretende incentivar a inclusão social e fortalecer o papel das mulheres no desenvolvimento econômico Agência Gov | Via Planalto…

1 semana ago

BRASÍLIA| Rafaela Soares, do R7, em Brasília11/04/2024 – 07H56 (ATUALIZADO EM 11/04/2024 – 07H56) Decreto foi publicado nesta quinta-feira(FERNANDO FRAZÃO/AGÊNCIA BRASIL) O presidente Luiz Inácio…

Posts relacionados:

3 dias ago

Medida pode alavancar mais de R$ 35 bilhões em crédito para que os devedores possam refinanciar suas dívidas, segundo o ministro O…

1 semana ago

Segunda maior empresa do setor de cosméticos do Brasil, o Grupo Boticário registra uma expansão de 30,5% no ano passado, no comparativo…

1 semana ago

Os grandes centros comerciais não vivem o melhor momento A busca por itens de qualidade se tornou o grande alvo dos consumidores…