Propostas e recomendações do Sistema Comércio para o desenvolvimento do País.

Uma agenda para o país. Composto por 34 federações empresariais que abrigam mais de mil sindicatos, responsáveis pela representação de cerca de 5 milhões de estabelecimentos, o Sistema Comércio é hoje o principal termômetro da eficiência das políticas públicas, sendo o primeiro a sentir os sinais de uma crise, mas também o primeiro a reagir e mostrar os resultados de uma economia vigorosa.

O setor responde por 70% do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil, e sua capilaridade garante emprego e renda para milhões de brasileiros, constituindo um importante aliado do desenvolvimento econômico e social. Ciente das relações de mercado e da distribuição das riquezas geradas pelas empresas do setor, os braços sociais e educacionais do Sistema Comércio – o Serviço Social do Comércio (Sesc) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) – também montaram nos 26 estados da Federação e no Distrito Federal uma rede singular de serviços à sociedade, voltados à oferta regular e continuada de educação para o trabalho e para a vida, cultura, esporte, lazer e assistência.

Tendo em vista sua imensa capilaridade e conhecimento das muitas peculiaridades regionais, o Sistema Comércio coloca toda a sua expertise à disposição do Estado, com vistas a contribuir ainda mais para a construção de um Brasil com oportunidades para todos. Os primeiros passos para a elaboração desta Agenda Institucional do Sistema Comércio foram dados ainda no primeiro semestre de 2022, com a realização de um evento nacional promovido pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), ao reunir lideranças sindicais e empresariais do setor terciário da economia em um amplo debate sobre temas relevantes para o desenvolvimento do país.

A Agenda Institucional do Sistema Comércio aborda tópicos que considera fundamentais, como legislação trabalhista, legislação tributária, legislação empresarial, regulação, infraestrutura, educação, bem-estar social, macroeconomia, comércio exterior, legislação ambiental e legislação sindical.

Conheça em detalhes no link abaixo as propostas do setor do Comércio de Bens, Serviços e Turismo para a promoção do desenvolvimento econômico e a redução das desigualdades no Brasil:

https://www.agendadocomercio.org.br/Agenda_institucional_digital.pdf

Fonte: Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC)

Compartilhe este artigo nas redes sociais

WhatsApp
Facebook
Telegram
Twitter

Últimos posts:

3 dias ago

Medida pode alavancar mais de R$ 35 bilhões em crédito para que os devedores possam refinanciar suas dívidas, segundo o ministro O…

6 dias ago

Estratégia Elas Empreendem pretende incentivar a inclusão social e fortalecer o papel das mulheres no desenvolvimento econômico Agência Gov | Via Planalto…

1 semana ago

BRASÍLIA| Rafaela Soares, do R7, em Brasília11/04/2024 – 07H56 (ATUALIZADO EM 11/04/2024 – 07H56) Decreto foi publicado nesta quinta-feira(FERNANDO FRAZÃO/AGÊNCIA BRASIL) O presidente Luiz Inácio…

Posts relacionados:

3 dias ago

Medida pode alavancar mais de R$ 35 bilhões em crédito para que os devedores possam refinanciar suas dívidas, segundo o ministro O…

1 semana ago

Segunda maior empresa do setor de cosméticos do Brasil, o Grupo Boticário registra uma expansão de 30,5% no ano passado, no comparativo…

1 semana ago

Os grandes centros comerciais não vivem o melhor momento A busca por itens de qualidade se tornou o grande alvo dos consumidores…