PROJEÇÃO PARA 2023 É DE AQUECIMENTO DOS PEQUENOS NEGÓCIOS

Micro e pequenas empresas podem aproveitar movimentos de mercado para surfar as ondas do consumo e buscar oportunidades de aprimoramento nesse novo ano

Por Redação

2023 acabou de começar, mas o ano já dá sinais de que será promissor! O setor do comércio, por exemplo, vem de uma sequência relevante de datas que são muito importantes para o consumo. Das comemorações do Halloween, Black Friday e da Copa do Mundo aos recentes Natal e Réveillon, incluindo ainda as férias e, mais para frente, o Carnaval. As orientações para os pequenos negócios que pretendem surfar a onda do verão e impulsionar suas vendas incluem diversificar seus canais de venda e ampliar sua presença digital, visando oferecer o melhor atendimento e uma experiência encantadora para o cliente.

“As perspectivas para 2023 são as melhores possíveis. Vencemos a pandemia e podemos perceber uma certa euforia no ar. Então esse será um verão diferenciado, de bastante otimismo, já que as pessoas querem retomar definitivamente seus hábitos e se presentear, depois de terem enfrentado muitas dificuldades nos últimos anos”, projeta Enio Pinto, gerente de Relacionamento com o Cliente do Sebrae.

Em função da pandemia de Covid-19, os empreendedores tiveram que desbravar vendas por meio da internet para tentar manter o seu ritmo de vendas. Diante desse contexto, Enio explica: “O que vamos observar em 2023 é uma associação dos canais digitais com a retomada dos canais presenciais. Além do foco em manter em alta a experiência positiva do cliente. Sempre lembrando: o cliente paga preço, mas quer receber valor. E valor é uma equação simples, é um benefício concreto através de uma experiência memorável”.

A presença digital é citada por Enio Pinto como essencial para as pequenas empresas, seja qual for o tipo de empreendimento ou área de atuação. Segundo ele, é inquestionável hoje que os negócios tenham ou já nasçam com canais digitais para ponto de venda e ponto de contato com o cliente. O especialista também aponta que qualquer segmento que adote conceitos vanguardistas ou que crie experiência positiva para o cliente, terá ‘um lugar ao sol em 2023’. “Estamos falando de agregar serviços a produtos, de jornadas fluidas, de prontidão e resolução para as demandas dos clientes”, explica

Nesse ano, os olhares também continuarão voltados para as condições de higiene, considerada um dos legados da pandemia. De acordo com o especialista, é necessário garantir o rigor com a higiene em toda a manipulação de produtos, prestação de serviços, nos atendimentos e junto às equipes. Outro ponto importante é a possibilidade de não aglomeração, uma vez que uma parcela considerável de consumidores incorporou esse hábito.

Fonte: ASN Agência Sebrae de Notícias

Compartilhe este artigo nas redes sociais

WhatsApp
Facebook
Telegram
Twitter

Últimos posts:

4 dias ago

A tecnologia, dotada de IA, apoiou os debates em Brasília e agora ajuda as empresas a calcularem quais serão suas cargas tributárias…

5 dias ago

Por: CNN Brasil Setor beneficiado será o de tecnologia, relacionado à transição energética A Petrobras e o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico…

6 dias ago

Programas Cidade Empreendedora e Plural deverão ancorar ações pela igualdade e pelo enfrentamento da misoginia Por: Redação Em reunião nesta terça (20),…

Posts relacionados:

5 dias ago

Por: CNN Brasil Setor beneficiado será o de tecnologia, relacionado à transição energética A Petrobras e o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico…

6 dias ago

O governo federal avalia reformular o Pronampe (Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte), programa de crédito para…

1 semana ago

Fonte: Terra Entre os temas do evento estão: mudanças climáticas, ondas de calor, transição energética, energias renováveis, crédito de carbono, cidades sustentáveis,…