McDonald’s é condenado a pagar R$ 7 milhões por violar direitos trabalhistas

McDonald's é condenado a pagar R$ 7 milhões por violar direitos trabalhistas

Após cinco anos de guerras judiciais entre a McDonald’s e entidades sindicais que representam os trabalhadores de fastfood no Brasil, a empresa aceitou firmar acordo por violação de direitos trabalhistas e terá que pagar uma multa de R$ 7 milhões. O juiz Gustavo de Oliveira, da Justiça do Trabalho em Pernambuco, proferiu a sentença na semana passada, que é válida em todo território nacional. 

Além do pagamento da multa, a empresa fica proibida de praticar a Jornada Intermitente (funcionário fica disponível na loja, mas só recebe quando efetivamente trabalha) por cinco anos, será obrigada a pagar o piso da categoria e, em locais onde não há sindicalização, o recebimento do salário mínimo aos que prestaram serviço pelas 44 horas semanais.


Os sindicalistas acusam a Arcos Dorados, maior franqueadora do McDonald’s na América Latina, de desrespeitar a legislação trabalhista com objetivo de reduzir custos e oferecer preços mais competitivos que os da concorrência. A sentença afirma ainda que a rede vem promovendo descontos ilegais “a título de vale-transporte sobre verbas rescisórias e criando obstáculos à atuação da Fiscalização do Trabalho”.

“Essa sentença vem pra mostrar que lutamos e temos compromisso com a classe trabalhadora, na busca pelas garantias trabalhistas e cumprimento das leis”, afirma Wilson Pereira, vice-presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Turismo e Hospitalidade (CONTRATUH), entidade que participou da ação.

Nas abordagens feitas por fiscais do trabalho em lanchonetes da empresa em todo o País, foi constatado o pagamento de salário inferior ao mínimo legal brasileiro, imprevisibilidade da jornada de trabalho, instabilidade econômica dos empregados, ilegalidade na concessão dos intervalos intrajornada e interjornada, lançamento irregular de horas extras em contracheques, folgas concedidas incorretamente e cálculo incorreto do adicional noturno.

“Agora teremos garantia jurídica para os trabalhadores, para que eles tenham uma condição mais digna de exercer suas funções, principalmente no que se trata da Jornada Intermitente, que é injusta e onera demais nossos representados”, explica Wilson. “Não queremos prejudicar a McDonald’s, acreditamos que a rede deve crescer e gerar empregos, mas respeitando as leis e cumprindo os acordos que firma com a nossa Justiça”, completa o sindicalista.

Acordo reduz multa de 400 milhões

O advogado da CONTRATUH, Samuel Antunes, explica que a ação foi movida pelo Ministério Público do Trabalho, tendo a confederação e o Sindicato dos Empregados em Hospedagem e Gastronomia de São Paulo e Região (Sinthoresp) como assistentes. O jurista afirma que o acordo vem de um descumprimento contínuo de obrigações que o McDonald’s pratica há anos. “Em 2012, o MPT entrou com a ação para que a empresa parasse de cometer essas irregularidades, mas em 2013 fizemos cordo que eles pagariam R$ 7,5 milhões e não praticariam mais a Jornada Intermitente. Mas foi feita uma força tarefa de fiscalização em todo o Brasil e apurado que o McDonald’s insistia em não cumprir sua parte. Como resultado, foi estipulada uma multa de R$ 400 milhões. Antes do MPT executar esse valor, entrou com procedimento de negociação, que foi evoluindo e chegou nos termos atuais. Agora é aplicar a multa e exigir que se cumpra esse novo acordo”, explica.

 

Confira a sentença na íntegra em:

[embeddoc url=”https://asbraf.com/wp-content/uploads/2018/10/sentença-Recife.pdf” download=”all” viewer=”google”]

Fonte: http://piauihoje.com/noticias/mcdonalds-e-multada-em-7-milhoes-por-descumprir-acordos-trabalhistas/

Compartilhe este artigo nas redes sociais

WhatsApp
Facebook
Telegram
Twitter

Últimos posts:

21 horas ago

Planejamento para os próximos 4 anos tem o objetivo de tornar o ambiente de negócios mais competitivo O Ministério do Empreendedorismo aprovou…

23 horas ago

Empresas têm recebido orientações dos Agentes Locais de Inovação (ALI) voltadas para a melhoria da produtividade e transformação digital Durante a jornada…

2 dias ago

Especialistas ressaltam que a decisão confirma a validade do contrato de franquia e reforça jurisprudência sobre inexistência de vínculo de emprego na…

Posts relacionados:

3 dias ago

O Poder360 apurou que o ProCred360 já está funcionando no Banco do Brasil O ProCred360 já está disponível. A informação foi confirmada…

3 dias ago

Ao menos 42.216 clientes já aderiram à iniciativa, que restabelece a saúde financeira de micro e pequenas empresas De acordo com o…

1 semana ago

Programa Acredita, novo horizonte para Micro e Pequenas Empresas. O cenário para micro e pequenas empresas no Brasil tem sido desafiador nos…