Governo Federal Lança O Acredita Para Empreendedores E Pequenas Empresas: Como Funciona?

Governo Federal - ASBRAF

Na busca por impulsionar o cenário empreendedor no Brasil, o Governo Federal lançou o programa Acredita, uma iniciativa destinada a facilitar o acesso ao crédito para Microempreendedores Individuais (MEIs) e micro e pequenas empresas. Com mais de 15 milhões de MEIs e 7,5 milhões de empresas no regime do Simples Nacional, esse segmento representa uma parcela significativa da economia brasileira.

Desenrola, Pronampe e Procred 360: três pontos importantes do Acredita

DESENROLA

Um dos principais focos do programa é o Desenrola, voltado para MEIs e micro e pequenas empresas inadimplentes. Com o objetivo de reduzir o endividamento, o Desenrola oferece descontos consideráveis nas dívidas bancárias, com médias de até 40% e picos de 90%. Essa medida visa permitir que os empresários quitem suas dívidas e tenham uma nova perspectiva financeira.

PRONAMPE

O programa também contempla o apoio aos participantes do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe). Empresas inadimplentes terão a oportunidade de renegociar suas dívidas com os bancos, mesmo após a honra das garantias, possibilitando que voltem a ter acesso ao crédito. Essa medida visa corrigir distorções geradas pela alta da Selic, que deixou muitos empresários em situação difícil.

PROCRED 360

Outro destaque do Acredita é o Procred 360, uma política de estímulo ao crédito direcionada a MEIs e microempresas com faturamento anual de até R$ 360 mil. Esses empresários, que historicamente encontravam dificuldades para obter crédito, agora terão acesso a empréstimos com taxas de juros significativamente mais baixas, equivalendo a menos da metade do que é oferecido pelo mercado convencional. Além disso, as mulheres empreendedoras terão condições ainda mais favoráveis, podendo levantar até 50% do faturamento anual de suas empresas.

O ministro Márcio França, à frente da pasta do empreendedorismo, enfatizou que o Procred 360 contará com R$ 4 bilhões do Fundo Garantidor, gerando quase 12 bilhões de empréstimos. A expectativa é que essa iniciativa promova uma verdadeira revolução nos investimentos no país, incentivando o crescimento econômico e a geração de empregos.

Fonte: colunafinanceira

Compartilhe este artigo nas redes sociais

WhatsApp
Facebook
Telegram
Twitter

Últimos posts:

12 horas ago

A Bloomin’ Brands, controladora do renomado restaurante Outback Steakhouse, está considerando uma mudança significativa em suas operações no Brasil. A empresa está…

1 dia ago

Balanço foi impactado por Avon Internacional e tendências da Onda 2 da companhia A Natura&Co (NTCO3) apresentou números mistos em seu balanço divulgado…

3 dias ago

CEO da SouthRock, dona da rede de cafeterias, recebia pró-labore mesmo diante do regime de recuperação judicial da empresa O TJ-SP (Tribunal…

Posts relacionados:

12 horas ago

A Bloomin’ Brands, controladora do renomado restaurante Outback Steakhouse, está considerando uma mudança significativa em suas operações no Brasil. A empresa está…

4 dias ago

Microempreendedores Individuais (MEIs) e micro e pequenas empresas que faturem até R$ 4,8 milhões anuais podem renegociar dívidas bancárias com os bancos…

1 semana ago

De acordo com o Caged, mês foi considerado o melhor desde 2020. Dos 244,3 mil empregos gerados, 146,4 foram por micro e…