fbpx

 

“Durante os 22 anos de existência da Lei das Franquias, o relacionamento dos empresários do Brasil, do franqueador com o franqueado, do franqueado para com o franqueador, sempre foi um relacionamento totalmente verticalizado com regras impostas de cima para baixo. Não se discute nem se flexibiliza regras contratuais. A criação da ASBRAF hoje é um marco histórico, porque vai mudar esse tipo de relacionamento, vai se passar sim a discutir regras contratuais, vai se discutir mudanças na legislação e uma melhoria no mercado para o franqueado, que é quem realmente operacionaliza o negócio, é quem cria os empregos diretos e os postos de trabalho, é quem movimenta a economia.”…“O franqueado no Brasil hoje tem três sócios: o primeiro sócio é o Tesouro Nacional, a União, o leão que cobra os impostos todos os meses; o segundo sócio é o Franqueador que leva parte substancial dos seus lucros; o terceiro sócio é o Shopping Center que leva outra parte dos lucros”…”Essa relação vai mudar com a atuação das ASBRAF no mercado brasileiro”.