fbpx

Assinatura de Acordo de Cooperação Técnica vai viabilizar a realização de Caravanas do programa ‘Brasil Pra Elas’, com apoio também do Senai, Sesi e Senac em vários estados do país

25/05/2022 às 08:00 – Por: Redação

As mulheres de baixa escolaridade, principalmente as beneficiárias do Programa Auxílio Brasil, vão receber o apoio técnico do Sebrae e parceiros para buscar sua autonomia financeira por meio do empreendedorismo. Nesta quarta-feira (25), foi assinado um Acordo de Cooperação Técnica (ACT) para viabilizar a realização da Caravana “Brasil Pra Elas”, iniciativa que faz parte do programa liderado pela Secretaria Especial de Produtividade e Competividade do Ministério da Economia (Sepec/ME), com apoio do Sebrae, Senai, Sesi e Senac.

A ideia é oferecer uma rede de apoio às mulheres com cursos e serviços gratuitos, como abertura de conta bancária e formalização de pequenos negócios, fomentando o desenvolvimento do empreendedorismo feminino local.

O presidente do Sebrae, Carlos Melles, destacou a importância de apoiar as mulheres empreendedoras que possuem grande
representatividade no país. Segundo ele, é necessário empoderar as mulheres que tanto sofreram os impactos da pandemia da Covid-19. “Estamos irmanados no ‘Brasil Pra Elas’ para oferecer o suporte que as empreendedorasprecisam, pois elas sofreram muito durante a pandemia.

Elas foram mães, educadoras, dona de casa, cuidadoras e é necessário dar um “up” por meio das capacitações e diversos
cursos”, comentou.

A Caravana ‘Brasil Para Elas’ foi lançada no último sábado em Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, com diversas
oficinas, capacitações profissionalizantes, atendimento para formalização de pequenos negócios e abertura de conta
bancária, entre outras atividades voltadas para estimular o empreendedorismo feminino. O piloto da iniciativa será realizado em mais quatros estados.

A próxima parada será em Palmas (TO) no dia 27 de maio; depois em Salvador, no dia 30 de maio; seguido de Macapá (AP) no dia 11 de junho.

A expectativa do Ministério da Economia é que 20 mil mulheres sejam capacitadas ao longo de 2022.

Fórum Nacional da Mulher Empresária

A assinatura do ACT entre Sebrae, Sepec/ME, Senai, Sesi e Senac ocorreu durante o lançamento do Fórum Nacional da
Mulher Empresária. O grupo será formado por até 30 executivas e tem como objetivo criar e acompanhar estratégias
para promover o aumento da diversidade e o surgimento de lideranças femininas no setor empresarial brasileiro.

O lançamento do Fórum é uma iniciativa da Confederação Nacional da Indústria (CNI). O órgão será presidido pela
diretora do Grupo Bandeirantes, Mônica Monteiro.

O presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, ressaltou que a criação do Fórum estabelece um marco contemporâneo para promover a diversidade e liderança feminina no ambiente industrial. “As mulheres têm assumido um papel importantíssimo em todos os setores da sociedade e esse empreendedorismo, essa garra, essa inteligência e determinação que as mulheres têm, certamente vai fazer com que a indústria brasileira possa crescer nos próximos anos e voltar a ocupar um lugar mais de mais destaque”, declarou.

Fonte: Agência Sebrae de Notícias

%d blogueiros gostam disto: