Boticário: Empreender é a única forma de fazer o Brasil ir para frente

Boticario

Artur Grynbaum, 55, vice-presidente do Conselho do Grupo Boticário, disse que o empreendedorismo é a “única forma de a gente fazer esse Brasil ir para frente”. “Ou seja, não podemos terceirizar isso ou ter expectativas que terceiros irão fazer isso com a gente, que o governo vai trazer isso daqui”, afirmou. Ele foi convidado do “UOL Líderes”, videocast do UOL Economia que entrevista líderes do mundo empresarial.

“A forma que a gente tem de oferecer oportunidade de trabalho para as pessoas é através de empreendedores, que vão gerar seus negócios, vão oferecer, através dessa oportunidade de trabalho, dignidade para as pessoas poderem ter uma identidade profissional, fazer um sustento adequado das suas famílias e ter uma condição digna de vida.”

– Artur Grynbaum, vice-presidente do Conselho do Grupo Boticário

  • O Grupo Boticário é dono de marcas famosas. Entre elas, estão O Boticário, Eudora, Quem Disse, Berenice?, O.U.i e Vult. A empresa nasceu em Curitiba (PR), em 1977. Hoje, o Grupo tem lojas em cerca de 1.750 municípios e está presente em 50 países. São duas fábricas: São José dos Pinhais (PR) e Camaçari (BA).

Empreender exige planejamento

  • Empreender não é simples. “O Brasil é um país muito conhecido por ter muita iniciativa, mas, ao mesmo tempo que tem muita iniciativa, tem muito pouca ‘acabativa’. Os empreendedores não se planejam para fazer, eles acham que é abrir o negócio e está ok, e não é”, declarou Grynbaum, na entrevista.

“Há dificuldades extras, necessidade de caixa extra, receita que não é considerada no plano inicial. Eles não fazem o planejamento. Não funciona assim. Não que o planejamento vai sair exatamente daquilo, mas tem um direcional, você se prepara, entende como vão acontecer algumas situações e a maneira como você vai poder reagir.”

– Artur Grynbaum, vice-presidente do Conselho do Grupo Boticário

  • Faça um planejamento e conheça o mercado são alguns dos conselhos do executivo. “O conselho para esse empreendedor que tem a vontade, tem a gana, é para que planeje um pouco, invista tempo conhecendo o que vai fazer, conhecendo o mercado em que ele vai se colocar, entenda o ambiente no qual ele está colocado, busque enxergar que diferenciais pode fazer”, afirmou.
  • O universo das franquias tem mortalidade menor. “Isso me chama muita atenção porque, quando você pega, por exemplo, o índice de mortalidade que tem de negócios abertos em geral é muito grande. Quando eu vou para o universo de franquias, ele é 3% de mortalidade”, diz.
  • E por que isso? Grynbaum diz que, em franquia, teve alguém que “pensou, planejou, elaborou uma marca de mais sucesso, concebeu o negócio e deu para alguém operar”. “Por isso que é mais fácil essa vida, e a mortalidade é muito menor. Do outro lado, quando você quer seguir essa carreira de empreendedor solo, que está tudo certo, você tem que levar em consideração todos os elementos de planejamento, marca, do que você quer ser para que você tenha sucesso”, declarou.

“Ser arrojado é bom, mas ser arrojado com planejamento é muito melhor.”

– Artur Grynbaum, vice-presidente do Conselho do Grupo Boticário

Empresa de controle familiar profissionalizada

  • O Grupo Boticário é uma empresa de controle familiar altamente profissionalizada. “Nós somos uma empresa de controle familiar. Somos dois cunhados que somos sócios e proprietários do negócio, mas temos uma gestão profissionalizada há muitos anos.”
  • Nenhum herdeiro tem lugar garantido na companhia. “Para você sentar em qualquer cadeira da empresa, você tem que trazer sua contribuição, entregar performance. Não tem lugar garantido, ou seja, minhas sobrinhas não têm lugar garantido, eu não tinha lugar garantido. Tem que estar sempre tendo uma entrega acima da expectativa da cadeira para você poder se manter, e é assim que tem que ser feito”, declarou.
  • Abrir o capital não faz parte da estratégia da empresa no momento. Segundo Grynbaum, para fazer uma abertura de capital, a empresa teria de ter um propósito diferenciado. “E hoje eu não consigo enxergar nem no curto e no médio prazo”, afirmou, na entrevista.

Ações de sustentabilidade

  • A empresa faz ações para chamar atenção para temas importantes da marca, como sustentabilidade e conscientização ambiental. Uma das ações foi o “Projeto Extinto”: criação de uma fragrância que reproduz fielmente o cheiro da parte não poluída da Baía de Guanabara, no Rio.
  • Em 1990, o Grupo Boticário criou uma fundação de proteção ambiental. “No fundo, a gente busca inspiração muito mais do que nós queremos transmitir, nos cuidados que achamos relevante passar e, mais do que isso, ajudar a influenciar na formação da opinião das pessoas para trazer um contexto, uma visão e uma ação sobre o tema”, declarou.

Compartilhe este artigo nas redes sociais

WhatsApp
Facebook
Telegram
Twitter

Últimos posts:

6 horas ago

Planejamento para os próximos 4 anos tem o objetivo de tornar o ambiente de negócios mais competitivo O Ministério do Empreendedorismo aprovou…

7 horas ago

Empresas têm recebido orientações dos Agentes Locais de Inovação (ALI) voltadas para a melhoria da produtividade e transformação digital Durante a jornada…

1 dia ago

Especialistas ressaltam que a decisão confirma a validade do contrato de franquia e reforça jurisprudência sobre inexistência de vínculo de emprego na…

Posts relacionados:

6 horas ago

Planejamento para os próximos 4 anos tem o objetivo de tornar o ambiente de negócios mais competitivo O Ministério do Empreendedorismo aprovou…

7 horas ago

Empresas têm recebido orientações dos Agentes Locais de Inovação (ALI) voltadas para a melhoria da produtividade e transformação digital Durante a jornada…

1 dia ago

Especialistas ressaltam que a decisão confirma a validade do contrato de franquia e reforça jurisprudência sobre inexistência de vínculo de emprego na…